Estratégia com Opções, Quando é melhor usar cada uma delas Bovespa: InvestMax : análise técnica, como investir na bolsa de valores (Bovespa)

Estratégia com Opções, Quando é melhor usar cada uma delas

Estratégia com Opções
Qual o momento certo para cada uma

Quem já aprendeu um pouco sobre opções, sabe que existe as chamadas posições ou estratégias com opções, que são as travas, reversões, borboletas, calendar spread, compra a seco, etc. Mas a grande dúvida que surge é quando usar cada uma? Quando cada uma delas pode apresentar vantagens? E como identificar e tirar vantagem dessas situações?

E essa é a finalidade deste artigo: mostrar e ensinar, particularidade operacionais de cada uma; onde e porque em determinadas condições têm-se mais vantagem em realizar cada uma das estratégias com opções. É claro que o objetivo aqui vai muito além de recomendar posições compradas no fundo, se acha que vai subir, ou vendidas no topo... Na verdade muitos alunos do curso avançado questionam o por quê; qual o motivo que por muitas vezes as opções não sobem? Quanto deveriam subir ou por que não caem o que deveriam cair?

Por favor clique aqui para fazer seu login e ler este artigo na integra.
Novo usuário? Clique aqui para fazer seu cadastro gratuito..

Atenção: o conteúdo completo deste Arquivo é exclusivo para Alunos do Curso de Opções.

Seu nome:
Seu E-mail:
Nome do seu amigo:
E-mail do seu amigo:
Sua mensagem (opcional):
Nome: Seu Email: (não será Publicado)
Site: (opcional)
Nofiticar por e-mail novos comentários neste tópico.

Caio comentou:

Simplesmente, fantástico.
Parabéns pela matéria.


 
Publicidade

Existe uma condição atávica, relacionada com a evolução, que se manifesta naquelas decisões que são perigosas, independente de serem boas ou más. Segundo os neurobiólogos, o processo da evolução humana deu prioridade ao desenvolvimento do lado emocional porque, diante do perigo...

Nesta nota vamos analisar como num dia de operação o investidor pode aumentar os ganhos num montante que daria inveja a qualquer robot dos “High frequence traders” – jogadores de alta frequência.

Esse indicativo pode nos chamar a atenção para algum ativo com boa formação de suporte ou resistência, criando possibilidades de compra ou venda.

Dizem que os chineses definem crise com dois caracteres, perigo e oportunidade. Em escrever sobre a crise econômica atual o autor corre muito risco e pouca oportunidade de apresentar algo concreto para o leitor. Dito isto, e sem querer contrariar a verdade chinesa, proponho alguns considerações sobre a crise econômica mundial...

Todos os dia alguém me pergunta se as ações vão subir ou vão cair? Tenho duas respostas para esse tipo de pergunta: uma é irônica, a outra é muito séria. Esta deveria ser a única mas, ai não teria graça! Ninguém quer errar, mesmo quando se antecipa os fatos. Eu também não quero e antecipo os acontecimentos com uma profecia infalível...