Gap: O que são?, Tipos e Estratégias Ações Opções Análise Técnica Investimentos: análise técnica, como investir na bolsa de valores (Bovespa)

Gap: O que são?, Tipos e Estratégias

Fonte: Stockcharts

GAP: O que são?

Gaps” são mudanças bruscas nos níveis de preço de um ativo, entre o fechamento e a abertura de dois períodos consecutivos. Quando acontecem, criam um “branco” no gráfico. Trata-se de uma região em que não houve negócio. (De aqui em diante, usaremos “gap” ou “gaps” sem aspas.) O salto pode ocorrer de 2 modos: (a) a abertura ficando acima da máxima do período anterior; ou (b) abaixo da mínima do período anterior. Várias podem ser as causas. Por exemplo, um anúncio de dividendos que saiu após o fechamento do mercado, possivelmente acima das expectativas. Isso pode levar uma série de investidores a colocar mais ordens de compra logo na abertura, empurrando o preço para níveis acima da máxima do dia anterior. Se a onda de otimismo continuar, o gap pode se confirmar e ficar registrado no gráfico diário do ativo. Os gaps indicam que algo importante mudou nos fundamentos ou na psicologia da massa que acompanha o papel.

Vamos agora começar a descrever os vários tipos de gap. Dá só uma olhada no gráfico abaixo para compreender do que estamos falando.

GAP

O mais comum é que o gap ocorra no gráfico diário. No semanal ou mensal o acontecimento é mais raro, já que teria que se dar exatamente entre uma sexta e uma segunda, ou entre os dias 31 e primeiro. No diário, a cada dia temos uma nova chance de formação do gap.

Tipos de Gap
Quatro são os tipos básicos de gap:

  • (a) Gap comum;
  • (b) Gap de quebra;
  • (c) Gap de fuga e
  • (d) Gap de exaustão.

Seu nome:
Seu E-mail:
Nome do seu amigo:
E-mail do seu amigo:
Sua mensagem (opcional):
Nome: Seu Email: (não será Publicado)
Site: (opcional)
Nofiticar por e-mail novos comentários neste tópico.

Amanda comentou:

Muito interessante o site e artigo


thundera comentou:

Fiquei com uma duvida, existe alguma diferença clara de identificação entre um gap de fuga e um gap de quebra ?


Danilo comentou:

Olá thundera,
sim, o de quebra sempre é marcado por fortes resistências ou suportes, como topos ou fundos anteriores.
Veja as duas imagens e compare.
att.,


Andre comentou:

Olá,
parabéns pelo site.
Tenho uma dúvida. Para que se configure um Gap de alta, é preciso que o preço do dia atual abra acima da máxima do dia anterior? Ou acima do fechamento do dia anterior?

Muito obrigado.
Abraço,
André


Danilo comentou:

Olá Andre, grato pelo elogio,
por definição, Gap é sempre em relação ao fechamento anterior. Entretanto um bom gap de alta é precedido de um fechamento anterior próximo da máxima.


Ssantos comentou:

,,Muito interessante o site e artigo""





Muito obrigado.


Marcelo comentou:

muito interessante o site e a forma de fácil entendimento principalmente para que está iniciando as informações sobre o assunto.


Lebhon comentou:

Olá, fantástico esse site. Duas perguntas: os gaps necessariamente serão fechados? os gaps do intraday seguem a mesma regra de "fechamento" do diário?
abraço


Danilo comentou:

Lebhon, 1. não necessariamente, é uma estatística favorável assim como tudo da análise técnica.
2. em teoria sim, mas na prática tem pouca eficiência, prefira o diário.


lorry comentou:

muito legal e esse site é bem interessante


Nobert comentou:

Obrigado pelas publicações. Deus que abençoe!!!


otimas informações sobre gaps, fácil, rápido e objetivo.


MARCOS COSTA comentou:

Como sou novo no mercado financeiro, tenho uma dúvida e, se alguém puder, me sane essa dúvida, o que é ação ex-pidendo?


Danilo comentou:

Olá Marcos, vc deve ter se referido a ex-dividendo, que quando uma ação teve recentemente descontado o valor referente aos dividendos.


Antonio comentou:

Aparentemente, eles são muito perigosos, pois o seu stop loss poderá não ser acionado onde você pretendia.


 
Publicidade

Esse indicativo pode nos chamar a atenção para algum ativo com boa formação de suporte ou resistência, criando possibilidades de compra ou venda.

A Bovespa divulga em seu site a volatilidade histórica dos ativos. Entretanto, para facilitar, criamos esta tabela onde é apresentada a volatilidade histórica dos principais ativos, de forma a permitir as comparações entre respectivos períodos e ativos.

Quem nunca se enganou lendo gráficos de ações ou de outros ativos financeiros, levante as mãos! Enganamo-nos pelo desejo de encurtar caminho. Esse comportamento faz parte da luta inexorável para melhorar a vida o mais rápido possível, mas cometemos erros. A tentativa dos grafistas para inventar padrões gráficos em busca de significados diferentes faz parte dessa...

Os governantes das principais economias, por razões políticas, ainda teimam e sonham com um fim benigno da crise que já perdura por mais de 4 anos. Enquanto isso, a maioria dos investidores continua frustrada com a indefinição do mercado de ações. Os que tiveram sucesso com esse tipo de investimento...

Sabemos que o problema da maioria das economias é o nível de endividamento. Enquanto esse problema não for equacionado, as economias não crescerão num ritmo suficiente para criar novos empregos. Até agora a China era considerada uma ilha de exceção. Entretanto, algumas notícias revelam um quadro um pouco preocupante. Os jornais noticiam uma crise de crédito...