Gap de Fuga Ações Opções Análise Técnica Investimentos Bovespa: InvestMax : análise técnica, como investir na bolsa de valores (Bovespa)

Gap de Fuga

Fonte: Stockcharts

Gap de Fuga

Gaps de Fuga se caracterizam por demonstrar o aumento do interesse pelo ativo. Numa tendência de alta, é normal que alguns operadores esperem um pequeno recuo de preços para efetuar suas compras. Após um tempo, se esse recuo não “rola”, os mesmos operadores podem simplesmente decidir que não vale a pena esperar mais. A procura pelo papel se acelera repentinamente, e o preço já abre acima do fechamento do dia anterior. É quase um frenesi. Em outros momentos de alta, a tendência se reforça por notícias que intensificam ainda mais o interesse para o papel. No gráfico abaixo, percebe-se forte aumento do volume negociado durante a formação do gap, e continuando um pouco depois.

Tipos de Gap: Gap de Fuga

Também pode ocorrer gap de fuga em períodos de baixa. Ele geralmente reflete a liquidação do papel por operadores que estavam observando o mercado na queda, sem fazer qualquer negócio. Essa situação é séria, pois trata-se de um momento de desistência daqueles investidores que perderam a oportunidade de vender num primeiro momento. A essa altura, já não há muita liquidez nas ofertas de compra. O preço tem de baixar muito para achar algum comprador. Definitivamente, uma situação de estresse.

Gaps de Fuga também são chamados de “gaps de medida”, pois podem funcionar como estimativa para a magnitude do movimento como um todo. A teoria é que um gap de fuga em geral vai ocorrer na metade, ou a meio-caminho, do esgotamento da tendência.

Em outras ocasiões, o gap é produzido pelo simples rompimento de algum limite de negociação imposto pela bolsa. Em geral, isso ocorre em mercados alavancados, como os mercados futuros e de opções, e pode ser terrível se você estiver posicionado no lado oposta ao do movimento. Obviamente, para quem estiver a favor da tendência, será uma alegria.

Seu nome:
Seu E-mail:
Nome do seu amigo:
E-mail do seu amigo:
Sua mensagem (opcional):
Nome: Seu Email: (não será Publicado)
Site: (opcional)
Nofiticar por e-mail novos comentários neste tópico.

 
Publicidade

Com o novo cenário econômico do Brasil, cada vez mais os juros estão mais baixos, e consequentemente os investimentos de renda fixa também. Com isso as perguntas que todo investidor se faz são: Ainda vale a pena investir em renda fixa? Onde obter melhor ganho? É hora de investir em ações na bolsa? ...veja como ficam seus investimentos no cenário atual.

Muitas pessoas investem em renda variável utilizando-se desse tipo de operação. Entretanto nem todos sabem exatamente a melhor forma de se calcular as taxas reais apresentadas na montagem. Alguns calculam errado e nem sabem... Veja a maneira correta e a melhor forma de escolher a opção para lançamento coberto.

A Bovespa divulga em seu site a volatilidade histórica dos ativos. Entretanto, para facilitar, criamos esta tabela onde é apresentada a volatilidade histórica dos principais ativos, de forma a permitir as comparações entre respectivos períodos e ativos.

Existe uma condição atávica, relacionada com a evolução, que se manifesta naquelas decisões que são perigosas, independente de serem boas ou más. Segundo os neurobiólogos, o processo da evolução humana deu prioridade ao desenvolvimento do lado emocional porque, diante do perigo...

Quem opera o mercado financeiro e usa gráficos para analisar ativos, sabe como é frustrante determinar a direção dos preços. A confusão emana do desejo de examinar os gráficos em diferentes períodos. Sabemos que um gráfico visto com velas de um determinado tempo, pode indicar uma direção diferente daquela com velas de outro período...