Exemplo de Hedge com opção de venda Ações Opções Análise Técnica Investimentos: análise técnica, como investir na bolsa de valores (Bovespa)

Exemplo de Hedge com opção de venda

Exemplo de Hedge com opção de venda (put)

O exportador tem de embarcar, dentro de cinco meses, uma encomenda que soma US$100.000,00. Como o pagamento ocorrerá com a entrega da mercadoria, receia que haja queda na cotação do dólar, diminuindo sua receita em reais. Decide, então, fazer hedge utilizando posição comprada em put, o que equivale a adquirir um seguro para o risco de queda da taxa de câmbio com vencimento em cinco meses. Dessa forma, se houver exercício da opção, ele fixará o valor de sua receita de exportação em reais a R$2,30/ US$1,00. No mercado, ele encontra a opção de venda (put) com preço de exercício de R$2.450,00/US$1.000,00 e prêmio de R$150,00/US$1.000,00.

Como os contratos de opções de dólar da BM&F são cotados em reais por US$1.000,00, as cotações devem ser lidas da seguinte forma:
R$2.450,00/US$1.000,00 = R$2,45/US$1,00
R$150,00/US$1.000,00 = R$0,15/US$1,00

Montagem da operação

Primeiro passo: entender seus propósitos, relacionados a seguir.

a) Qual é a receita de exportação?
US$100.000,00.

b) A qual risco o exportador está exposto?
Queda do valor da moeda norte-americana diante do real.

c) Qual foi a decisão do hedger?
Comprar opções de venda (put) com o preço de exercício de R$2,45. Em outras palavras, o exportador está disposto a adquirir um seguro que lhe permita fixar o preço da taxa de câmbio em nível que lhe garanta a receita esperada.

d) Por que escolheu esse preço de exercício?
O preço de exercício de R$2,45 foi escolhido porque, subtraído do prêmio da opção, alcança R$2,30/US$1,00. Este é o nível da taxa de câmbio que lhe garante a receita esperada.

e) Quantos contratos são necessários para o hedge?
Número de contratos = dívida/50.000,00 = 2 contratos (US$50.000,00 é o tamanho do contrato-padrão negociado na BM&F.)

Segundo passo: visualizar o resultado.

Despesa da operação (gasto com o prêmio)
Valor de liquidação do prêmio = valor do prêmio × número de contratos × 50
VLP = R$150,00/US$1.000 × 2 × US$50.000 = R$15.000,00

O quadro a seguir demonstra os possíveis resultados da operação realizada:

Mercado a vista

Receita × cotação do dólar
100.000,00 × 2,00 = + R$200.000,00

Preço de venda fixado
Receita × [PE – prêmio]
100.000,00 × (2,45 – 0,15) = R$230.000,00

Operação com opções
2 × [(2.450,00 – 150,00) – 2.000,00] × 50 = R$30.000,00

Resultado do hedge
Mercado a vista – operações com opções = preço de venda fixado
200.000,00 + 30.000,00 = –R$230.000,00

O resultado acima reflete exatamente o desejo do exportador de fixar o preço mínimo de R$2,30/US$ para a venda de dólares.

Na operação com opção de venda (put), o comprador adquiriu um seguro para se proteger de eventual queda da cotação da moeda norte-americana. No exemplo, a cotação alcançou R$2,00/US$1,00, o seguro foi acionado e o exportador, via mercado de derivativos, fixou o valor em reais de sua operação comercial. Caso o exercício não ocorresse, o exportador teria despendido apenas o prêmio da opção.

Seu nome:
Seu E-mail:
Nome do seu amigo:
E-mail do seu amigo:
Sua mensagem (opcional):
Nome: Seu Email: (não será Publicado)
Site: (opcional)
Nofiticar por e-mail novos comentários neste tópico.

 
Publicidade

Respondendo a dúvida de um usuário apresentamos aqui algumas dicas para realizar boas operações para Venda Coberta.

Há uma grande discussão nas universidades que já perdura por algum tempo sobre a racionalidade e a eficiência dos mercados. Os temas são complexos e importantes para quem deseja investir e quer saber se o preço de uma determinada ação está alto ou está baixo...

Aproveito a oportunidade para lançar uma breve discussão sobre os swaps, uma modalidade de aplicação financeira pouco utilizada no Brasil mas que nos afeta diretamente.  Swap significa troca, nesse caso, de  dois ativos com retornos e riscos diferentes. Atualmente esta havendo uma grande reversão dos swaps de moedas que, de forma célere, revela-se bastante nefasta para muitas economias...

Dizem que os chineses definem crise com dois caracteres, perigo e oportunidade. Em escrever sobre a crise econômica atual o autor corre muito risco e pouca oportunidade de apresentar algo concreto para o leitor. Dito isto, e sem querer contrariar a verdade chinesa, proponho alguns considerações sobre a crise econômica mundial...

Jesse Livermore talvez seja o especulador mais conhecido do mercado americano. Muitos especuladores já incorporaram as lições dele porque elas são lógicas e fazem sentido. Com muita paciência ele só entrava na hora certa como uma serpente que sabe dar o bote, mas não sai correndo atrás da presa.