O cálculo do preço das opções Ações Opções Análise Técnica Investimentos: análise técnica, como investir na bolsa de valores (Bovespa)

O cálculo do preço das opções

Precificação para Opções
O cálculo do preço das opções

Existem diversos modelos para cálculo do preço das opções que resultam dados para as decisões pertinentes:

- O modelo mais utilizado no Brasil para precificação é o de Black-Scholes (BS), simples e operacional, no qual o parâmetro de volatilidade segue uma função determinística no tempo; modelo também utilizado neste curso;
- Hull e White (HW) - no qual o parâmetro de volatilidade segue um processo estocástico a tempo continuo;
- Garman-Kolhagen e Black - extensão do Black-Scholes, utilizados principalmente para opções cambiais;
- Árvore binominal, árvore trinomial - representam as diferentes trajetórias que poderão ser seguidas pelo preço do ativo objeto durante a vida do derivativo;
- Simulação de Monte Carlo - é útil para derivativos cujo retorno depende do histórico da variável objeto ou para derivativos com diferentes variáveis objeto;

Seu nome:
Seu E-mail:
Nome do seu amigo:
E-mail do seu amigo:
Sua mensagem (opcional):
Nome: Seu Email: (não será Publicado)
Site: (opcional)
Nofiticar por e-mail novos comentários neste tópico.

 
Publicidade

A Bovespa divulga em seu site a volatilidade histórica dos ativos. Entretanto, para facilitar, criamos esta tabela onde é apresentada a volatilidade histórica dos principais ativos, de forma a permitir as comparações entre respectivos períodos e ativos.

Relação das empresas com aumento de volume significativo.

Quem opera o mercado financeiro e usa gráficos para analisar ativos, sabe como é frustrante determinar a direção dos preços. A confusão emana do desejo de examinar os gráficos em diferentes períodos. Sabemos que um gráfico visto com velas de um determinado tempo, pode indicar uma direção diferente daquela com velas de outro período...

A frase de Charles Dow, “a tendência é tua amiga”, definiu para sempre como se deve operar num mercado de movimentos aleatórios ou incertos. Infelizmente, muitas vezes, a tendência do mercado contraria nosso desejo de operar a qualquer momento, como se o mercado estivesse sempre favorável a nossa pretensão de comprar ou de vender...

Os investidores estrangeiros representam mais de 1/3 dos négocios na bovespa. Portanto o fluxo de recursos estrangeiros tende a ditar o movimento de uma boa fatia do mercado.Veja a participação nos Contratos Futuros do IBOVESPA