Volatilidade Implícita das opções Ações Opções Análise Técnica Investimentos: análise técnica, como investir na bolsa de valores (Bovespa)

Volatilidade Implícita das opções

Volatilidade Implícita das opções

A opção pela volatilidade implícita (vis-à-vis a volatilidade histórica) foi, de longe, a que apresentou melhores resultados de aderência quando confrontada aos dados empíricos.

Parte-se da concepção de que os pregos de mercado das opções constituem as melhores peças de informação de que se dispõe na avaliação da volatilidade, admitindo-se por principio que o mercado, na média, estima o preço corretamente, e leva em conta todo tipo de informação e expectativas em relação ao comportamento futuro do ativo - coisa que as volatilidades históricas não são capazes de fazer.

Para estimá-la, basta que se resolva o modelo escolhido para precificação para a volatilidade, considerando o preço de mercado da opção como dado. A qualidade da estimativa dependera, é claro, da adequação do modelo de precificação adotado ao tipo de opção utilizada. No caso deste trabalho optou-se pelo modelo de Black & Scholes. A solução do modelo para a volatilidade, contudo, só pode ser obtida numericamente, através de interações sucessivas, pois não é possível isolar s na equação que fornece o preço da opção.

Seu nome:
Seu E-mail:
Nome do seu amigo:
E-mail do seu amigo:
Sua mensagem (opcional):
Nome: Seu Email: (não será Publicado)
Site: (opcional)
Nofiticar por e-mail novos comentários neste tópico.

 
Publicidade

Dizem que os chineses definem crise com dois caracteres, perigo e oportunidade. Em escrever sobre a crise econômica atual o autor corre muito risco e pouca oportunidade de apresentar algo concreto para o leitor. Dito isto, e sem querer contrariar a verdade chinesa, proponho alguns considerações sobre a crise econômica mundial...

Estudo que visa indicar onde estão concentrados os grandes investidores ajudando na direção de posições. Veja a força dos Comprados e Vendidos nas Opções da PETR4

Considero o alinhamento automático a forma mais segura para entender o movimento dos preços das ações. No último artigo desta série prometi que usaria alguns gráficos para ilustrar essa metodologia. Alinhando os movimentos com os gráficos, podemos eliminar as contradições que muitas vezes ocorrem entre os movimentos de preços de períodos diferentes e enganam o operador.

Nesta nota vamos analisar como num dia de operação o investidor pode aumentar os ganhos num montante que daria inveja a qualquer robot dos “High frequence traders” – jogadores de alta frequência.

Publico este de modo que possa ser útil a quem quiser saber mais sobre o tema. O assunto é complexo, mas vou tentar colocar de forma breve, mas extensiva a todos interessados.