Operando Opções com posições neutras Ações Opções Análise Técnica Investimentos: análise técnica, como investir na bolsa de valores (Bovespa)

Operando Opções com posições neutras

Operando Opções com posições neutras

Posições Delta-Neutras

Uma posicao* delta-neutra é aquela que possui D = 0. A implicação disso é que o valor da posição permanece insensível a pequenas variações no preço do ativo objeto.

Uma posição delta-neutra ao redor de um determinado preço no mercado à vista é insensível, em termos de seu valor total, a pequenas variações em torno deste preço.

Quanto as grandes variações, apenas o gama pode dizer alguma coisa sobre a sensibilidade da posição.

Para que uma posição permaneça delta-neutra, ajustes frequentes devem ser feitos, mesmo que o preço à vista do ativo objeto não se altere ao longo do tempo. O delta de opções dentro-do-dinheiro tende a 1 quando se aproxima o vencimento, e a 0 para opções fora-do-dinheiro (no caso de opção de compra; de -1 a 0, para opção de venda).

Surge aqui a noção de hedge no mercado de opções: mantendo posições delta-neutras, é possível defender-se de mudanças de preço no ativo ao qual nossa opção se refere. Ha, contudo, dois agravantes.

O primeiro é que está se falando de pequenas oscilações de preço, o que significa que ajustes frequentes devem ser feitos na posição, para que esta não se distancie do preço em que foi ajustada a ser delta-neutra, e portanto, deixe de ser delta-neutra. Além do mais o delta não evita alterações de preço para grandes oscilações no mercado a vista, o que poderá ser avaliado através do gama.

O segundo é que o preço das opções apresenta um time decay, que corroí o seu valor a cada dia que passa até o vencimento. Quando o tempo passa, é o valor no tempo que é corroído, o que também pode ser avaliado por outra medida de sensibilidade conhecida como Theta. Isso faz com que, mesmo que todas as outras variáveis determinantes do preço permaneçam inalteradas, ainda assim o preço da opção caminhara na direção do seu valor intrínseco à medida que o tempo passa, implicando que seu delta se alterara na trajetória de preços até o vencimento, chegando a 0 ou a 1 neste dia (isso no caso de uma opção de compra. -1 a 0 no caso de uma opção de venda). Esse fato é potencialmente perigoso porque apesar de se estar plenamente hedgeado em um momento, uma mudança adversa no preço do ativo próximo ao vencimento, implica tornar a opção completamente descoberta no instante seguinte.

Conclusão: sob qualquer hipótese, a decisão de permanecer hedgeado, ou delta-neutro, implica ajustes frequentes da posição para manter as condições de risco** no nível desejado.

Posições Delta-Gamma-Neutras

Além de tornar uma posição delta-neutra, evitando o risco a pequenas variações do preço do ativo fundamental, também é possível torná-la gama neutra, defendendo-a também de oscilações maiores. Isso se faz com a inclusão de um instrumento a mais na posição. De fato, é possível "zerar" tantos "gregos" quantos se queira, com a ressalva de que para cada dimensão a mais em que se deseje neutralidade, um instrumento adicional seja incluído na operação. Além disso, quanto maior o número de componentes da posição, ou novas posições - outras pernas, mais difícil é o controle de seu risco. À medida que a complexidade da posição aumente, momentos desagradáveis no perfil de lucres da posição podem surgir em determinados intervalos de preço, como, por exemplo, grandes vales ou "abismos de prejuízo".

No caso de se estar trabalhando também com o ativo objeto, o ajuste delta-gama-neutro torna-se mais fácil, pois o gama do ativo fundamental é nulo.;

Posições Delta-Gamma-Vega-Neutras

Essas posições caracterizam-se por eliminar quase que completamente os riscos envolvidos nos negócios com opções (a menos de um grande crash no mercado, onde apenas o dinheiro embaixo do colchão sobrevive). Seria indicada a marketmakers, que, pelo menos em principio, deveriam realizar seus lucres apenas através do spread de compra e venda, e não de assumir riscos no mercado. Aqui elimina-se o risco de oscilações do preço do ativo objeto (delta), de mudanças na volatilidade presente do ativo (gama), e de erros de avaliação na volatilidade futura percebida pelo mercado (vega).

*Uma opção, ou um conjunto delas, cujo delta é o somatório de todas as outras opções ou instrumentos que componham a posição.
**A avaliação neutra de risco é um dos expedientes mais utilizados na teoria para precificação de derivativos, e dela podem ser depreendidas interessantes consequências, como esta do intervalo de variação do delta.

Seu nome:
Seu E-mail:
Nome do seu amigo:
E-mail do seu amigo:
Sua mensagem (opcional):
Nome: Seu Email: (não será Publicado)
Site: (opcional)
Nofiticar por e-mail novos comentários neste tópico.

 
Publicidade

Relação das empresas com aumento de volume significativo.

Aproveito a oportunidade para lançar uma breve discussão sobre os swaps, uma modalidade de aplicação financeira pouco utilizada no Brasil mas que nos afeta diretamente.  Swap significa troca, nesse caso, de  dois ativos com retornos e riscos diferentes. Atualmente esta havendo uma grande reversão dos swaps de moedas que, de forma célere, revela-se bastante nefasta para muitas economias...

O comércio de moedas é um dos mais antigos do mundo e na atualidade o mais ativo e volumoso. Na época do império romano já existiam cambistas trocando moedas. Era comum encontrar esses delaers nas feiras ou onde houvesse aglomerações de pessoas, especialmente...

Considero o alinhamento automático a forma mais segura para entender o movimento dos preços das ações. No último artigo desta série prometi que usaria alguns gráficos para ilustrar essa metodologia. Alinhando os movimentos com os gráficos, podemos eliminar as contradições que muitas vezes ocorrem entre os movimentos de preços de períodos diferentes e enganam o operador.

Faça simulações, projeções, acompanhe e gerencie operações com opções. Com essa ferramenta você tem total controle sobre suas posições de forma descomplicada e eficiente.