Estratégia de opções: Trava de Alta Ações Opções Análise Técnica Investimentos: análise técnica, como investir na bolsa de valores (Bovespa)

Estratégia de opções: Trava de Alta

Estratégia de opções: Trava de Alta

A estratégia de trava de alta, ou "Call Bull spread", alguns também a chamam de financiamento, compra-se uma quantidade de uma opção de preço de exercício qualquer e vende-se a mesma quantidade de uma opção de strike superior (preço de exercício superior a comprada), onde compra>vendida. Em comparação com a compra a seco apresenta a desvantagem de limitar o lucro. O retorno será limitado ao spread menos o que foi pago.

Exemplo: +1000 PETRC40 -1000 PETRC42 o retorno máximo será 2000 menos o que foi pago, se +1000 PETRC40 -1000PETRC44 o retorno máximo será 4000 menos o que foi pago e assim por diante.

Como vantagens, pode-se dizer que diminui o risco e o custo da compra, e em geral é utilizada quando o comprador acha que existe certo ponto do qual o ativo não vai passar, dispensando assim a possibilidade de alta e lucro ilimitados, essa trava de alta pode ser usada como operação tendência de alta com baixo custo.

Como operação de taxa o financiamento é feito ITM próximo ao vencimento, Entretanto também pode utilizar as travas de alta como estratégias com operações ATM e OTM dependendo do objetivo desejado.

Ponto de Equilíbrio = preço de exercício da opção comprada + valor pago na montagem
Ponto de Equilíbrio = +1000PETRD76 + R$ 1.070,00
Ponto de Equilíbrio = R$ 76,00 + R$ 1.070.00 = R$ 77,07*
Acima de R$ 77,07 teremos um ganho máxima de até R$ 930,00, no exercício.

*1000 PETR4 = 1000 X R$ 76,00 = R$ 76.000,00
Somando-se R$ 1.070,00, temos R$ 77.070,00, resultando em R$ 77,07 o preço do valor unitário de PETR4.
Lote mínimo de negociação para ações e opções é de 100 (cem) unidades respectivamente.

Seu nome:
Seu E-mail:
Nome do seu amigo:
E-mail do seu amigo:
Sua mensagem (opcional):
Nome: Seu Email: (não será Publicado)
Site: (opcional)
Nofiticar por e-mail novos comentários neste tópico.

 
Publicidade

Aproveito a oportunidade para lançar uma breve discussão sobre os swaps, uma modalidade de aplicação financeira pouco utilizada no Brasil mas que nos afeta diretamente.  Swap significa troca, nesse caso, de  dois ativos com retornos e riscos diferentes. Atualmente esta havendo uma grande reversão dos swaps de moedas que, de forma célere, revela-se bastante nefasta para muitas economias...

Considero o alinhamento automático a forma mais segura para entender o movimento dos preços das ações. No último artigo desta série prometi que usaria alguns gráficos para ilustrar essa metodologia. Alinhando os movimentos com os gráficos, podemos eliminar as contradições que muitas vezes ocorrem entre os movimentos de preços de períodos diferentes e enganam o operador.

A Bovespa divulga em seu site a volatilidade histórica dos ativos. Entretanto, para facilitar, criamos esta tabela onde é apresentada a volatilidade histórica dos principais ativos, de forma a permitir as comparações entre respectivos períodos e ativos.

Há uma grande discussão nas universidades que já perdura por algum tempo sobre a racionalidade e a eficiência dos mercados. Os temas são complexos e importantes para quem deseja investir e quer saber se o preço de uma determinada ação está alto ou está baixo...

O mercado é tão complexo quanto o gênero humano mas operar nele é tão simples quanto comprar barato e vender caro. Assim mesmo, erramos. Veja como evitar isso...