Estratégia de opções: Trava de Baixa (Reversão) Análise Técnica Investimentos: análise técnica, como investir na bolsa de valores (Bovespa)

Estratégia de opções: Trava de Baixa (Reversão)

Estratégia de opções: Trava de Baixa (ou Reversão)

Também conhecida como reversão ou "call bear spread", a estratégia trava de baixa consiste em vender uma opção com preço de exercício mais baixo e comprar a mesma quantidade de opção com preço de exercício mais alto. É uma estratégia para ganhar com a queda do mercado, onde o retorno máximo é o que se recebe ao montar a operação e o risco máximo limitado.

Exemplo: –1000 PETRA40 +1000 PETRA42, o risco seria 2000 menos o que foi recebido (spread), se –1000 PETRA40 +1000 PETRA44, o risco seria 4000 menos o recebido.

A reversão ATM é a mais utilizada, pois ganha nas quedas e na acumulação. Quando a operação está no lucro pode ser rolada para baixo, montando a trava mais abaixo, recebendo mais dinheiro e garantindo o lucro. Ou pode simplesmente zerar a operação. O importante é garantir o lucro!

A reversão pode ser também coberta, defendendo uma carteira de ações com muita eficiência nas quedas (pode-se fazer mais de uma reversão, ao contrário do lançamento coberto) e na alta o ativo sobe mais do que se perde na trava de baixa.

Exemplo: o operador que possui 1000 PETR4 e monta -3000 PETRC38 +3000
PETRC40 está defendendo sua carteira com três reversões.

Exemplo de trava de baixa no simulador de opções:

Ponto de Equilíbrio = preço de exercício da opção vendida + valor recebido na montagem
Ponto de Equilíbrio = -1000PETRD76 + R$ 1.070,00
Ponto de Equilíbrio = R$ 76,00 + R$ 1.070,00 = R$ 77,07
Abaixo de R$ 77,07 teremos um ganho máxima de até R$ 1.070,00, no exercício.
Acima de R$ 77,07 teremos uma perda máxima de até R$ 930,00, no exercício.

Seu nome:
Seu E-mail:
Nome do seu amigo:
E-mail do seu amigo:
Sua mensagem (opcional):
Nome: Seu Email: (não será Publicado)
Site: (opcional)
Nofiticar por e-mail novos comentários neste tópico.

 
Publicidade

Estudo que visa indicar onde estão concentrados os grandes investidores ajudando na direção de posições. Veja a força dos Comprados e Vendidos nas Opções da PETR4

A frase de Charles Dow, “a tendência é tua amiga”, definiu para sempre como se deve operar num mercado de movimentos aleatórios ou incertos. Infelizmente, muitas vezes, a tendência do mercado contraria nosso desejo de operar a qualquer momento, como se o mercado estivesse sempre favorável a nossa pretensão de comprar ou de vender...

Quem opera o mercado financeiro e usa gráficos para analisar ativos, sabe como é frustrante determinar a direção dos preços. A confusão emana do desejo de examinar os gráficos em diferentes períodos. Sabemos que um gráfico visto com velas de um determinado tempo, pode indicar uma direção diferente daquela com velas de outro período...

Existe uma condição atávica, relacionada com a evolução, que se manifesta naquelas decisões que são perigosas, independente de serem boas ou más. Segundo os neurobiólogos, o processo da evolução humana deu prioridade ao desenvolvimento do lado emocional porque, diante do perigo...

Nesta nota vamos analisar como num dia de operação o investidor pode aumentar os ganhos num montante que daria inveja a qualquer robot dos “High frequence traders” – jogadores de alta frequência.