Estratégia de opções: Trava de Baixa (Reversão) : análise técnica, como investir na bolsa de valores (Bovespa)

Estratégia de opções: Trava de Baixa (Reversão)

Estratégia de opções: Trava de Baixa (ou Reversão)

Também conhecida como reversão ou "call bear spread", a estratégia trava de baixa consiste em vender uma opção com preço de exercício mais baixo e comprar a mesma quantidade de opção com preço de exercício mais alto. É uma estratégia para ganhar com a queda do mercado, onde o retorno máximo é o que se recebe ao montar a operação e o risco máximo limitado.

Exemplo: –1000 PETRA40 +1000 PETRA42, o risco seria 2000 menos o que foi recebido (spread), se –1000 PETRA40 +1000 PETRA44, o risco seria 4000 menos o recebido.

A reversão ATM é a mais utilizada, pois ganha nas quedas e na acumulação. Quando a operação está no lucro pode ser rolada para baixo, montando a trava mais abaixo, recebendo mais dinheiro e garantindo o lucro. Ou pode simplesmente zerar a operação. O importante é garantir o lucro!

A reversão pode ser também coberta, defendendo uma carteira de ações com muita eficiência nas quedas (pode-se fazer mais de uma reversão, ao contrário do lançamento coberto) e na alta o ativo sobe mais do que se perde na trava de baixa.

Exemplo: o operador que possui 1000 PETR4 e monta -3000 PETRC38 +3000
PETRC40 está defendendo sua carteira com três reversões.

Exemplo de trava de baixa no simulador de opções:

Ponto de Equilíbrio = preço de exercício da opção vendida + valor recebido na montagem
Ponto de Equilíbrio = -1000PETRD76 + R$ 1.070,00
Ponto de Equilíbrio = R$ 76,00 + R$ 1.070,00 = R$ 77,07
Abaixo de R$ 77,07 teremos um ganho máxima de até R$ 1.070,00, no exercício.
Acima de R$ 77,07 teremos uma perda máxima de até R$ 930,00, no exercício.

Seu nome:
Seu E-mail:
Nome do seu amigo:
E-mail do seu amigo:
Sua mensagem (opcional):
Nome: Seu Email: (não será Publicado)
Site: (opcional)
Nofiticar por e-mail novos comentários neste tópico.

 
Publicidade

Somos fascinado pelo o sucesso. A força psicológica da vitória é tão grande que exageramos os ganhos e escondemos as perdas nas bolsa de valores e em outros afazeres. Embora a realidade numérica seja outra, pois em todos campos de atividades existem mais perdedores do que ganhadores; mesmo assim, não gostamos de lembrar das perdas...

Jesse Livermore talvez seja o especulador mais conhecido do mercado americano. Muitos especuladores já incorporaram as lições dele porque elas são lógicas e fazem sentido. Com muita paciência ele só entrava na hora certa como uma serpente que sabe dar o bote, mas não sai correndo atrás da presa.

O mercado é tão complexo quanto o gênero humano mas operar nele é tão simples quanto comprar barato e vender caro. Assim mesmo, erramos. Veja como evitar isso...

Segundo o velho ditado americano, existem vinte maneiras para se esfolar um gato. Na bolsa de valores, existem muitas maneiras para se acertar a direção dos preços, algumas são mais lógica do que outras e todas ajudam a ganhar dinheiro na compra e venda de ações. E para complementar com outro adágio, já que está na moda...

A frase de Charles Dow, “a tendência é tua amiga”, definiu para sempre como se deve operar num mercado de movimentos aleatórios ou incertos. Infelizmente, muitas vezes, a tendência do mercado contraria nosso desejo de operar a qualquer momento, como se o mercado estivesse sempre favorável a nossa pretensão de comprar ou de vender...