Respeitando a Tendência – Análise “Top Down.” Análise Técnica Investimentos: análise técnica, como investir na bolsa de valores (Bovespa)

Respeitando a Tendência – Análise “Top Down.”

Professor Metafix

Respeitando a Tendência – Análise “Top Down.”

            No último artigo dessa série tratei de reforçar a importância de se operar respeitando a tendência para se diminuir o risco de se perder dinheiro com ações. Com esta nota quero completar o raciocínio apresentando um exemplo gráfico. Repetirei, para efeito didático, algumas instruções valiosas para os novatos porque é importante para os veteranos. Já sabemos que, quando a tendência for de alta, deve-se apenas comprar, lógico! Agora vem a segunda questão, aquela que atormenta os impacientes: quando se deve comprar? Isto deve ser feito somente depois de um movimento de baixa (retração) dentro da tendência. A retração terá fim, e o operador deve esperar para comprar somente depois da virada, quando o movimento menor estiver subindo acima da média móvel e alinhado-se com a tendência principal.

            Na operação com tendências deve-se observar os sinais de reversão porque, como dizia Charles Dow – the trend is your friend except at the end when it bends. Isto é, a tendência é tua amiga, exceto no final quando muda de direção. "É nesse ponto onde todos se perdem pois, por vários motivos, não conseguem discerni corretamente os sinais gráficos da virada" É nesse ponto onde todos se perdem pois, por vários motivos, não conseguem discerni corretamente os sinais gráficos da virada. O alinhamento dos gráficos permite identificar a reversão e evitar as surpresas desagradáveis. Isto pode ser feito mudando para gráficos menores e fazendo um análise do tipo “top down”. Essa transição ajuda identificar melhor o ponto de entrada e elimina a dúvida quanto a direção dos preços.

            A direção dos preços de curto prazo (horas) e a de longo prazo (dias), por exemplo, devem ser congruentes e alinhados apontando para mesma direção da tendência maior. Perante qualquer sinal de reversão, deve-se fazer uma pausa e analisar o movimento de cima pra baixo (top down) para evitar o erro de comprar topo e vender fundo! Uma forma simples de se fazer isso é examinar o comportamento da média móvel em todos os períodos. Quando os preços oscilam acima da média, temos uma tendência de alta. Se em qualquer um dos períodos analisados, os preços vagarem abaixo da media móvel é porque não estão alinhados.

            Os day traders preferem observar a tendência que se forma em termos de horas e operar com movimentos pequenos, de cinco, dez ou quinze minutos. Lembrando àqueles que entram no mercado se orientando com períodos curtos, que devem encerrar as jogadas antes desses movimentos se exaurirem, independente disso acontecer no mesmo dia ou não. Portanto, quanto menor for tempo tendencial menor o período que se deve ficar dentro de uma jogada.           

            Os primeiros gráficos, abaixo, mostram que não existem dúvidas quanto a tendência de alta. Essa constatação é importante especialmente para quem vai ficar posicionado no longo prazo. Examinando o gráfico da esquerda (diário) podemos ver com clareza que os preços podem estar se preparando para uma correção na tendência, pois até o oscilador começa a divergir da média móvel, além disso, aparecem 3 velas pretas formando uma resistência. Esses sinais são um alerta para quem administra um portfólio ou opera em períodos de curto e de longo prazo.           

            Em seguida, desmembramos a formação diária em gráfico de uma hora, e este em 15 minutos. Agora temos uma imagem diferente representada pelos gráficos de uma hora e o de 15 minutos, abaixo. Estes dão uma visão bem mais nítida do que está acontecendo com aquelas velas pretas em cima da resistência nos gráficos maiores.

            Notem que o gráfico de uma hora mostra que os preços estão recuando e fazendo uma correção na tendência de alta ilustrada com o gráfico de uma hora e com o diário. Em seguida, com ajuda do gráfico de 15 minutos, o da direita, podemos ver claramente que os preços estão caindo abaixo da média móvel. Este sinal é importante, embora, neste caso, a queda seja pequena. Apesar disso, ela é suficiente para convencer qualquer um desavisado que os preços estão mudando de direção. Neste caso, seria prudente esperar por uma reversão bem clara e pelo alinhamento dos preços que acompanharão a tendência de alta, a única que interessa àqueles que operam nas compras. O operador só deveria entrar depois de alinhar esse período menor com os maiores. Isto é, abrir posição quando os preços em todos os tempos gráficos estiverem agindo acima da média móvel.

            Notem também, a simplicidade da lição; nos dois primeiros gráficos, os preços se movimentavam acima da "Pensem bem, vivemos de oportunidades, para que se precipitar numa compra duvidosa quando existem outras ações que continuam subindo e podem ser mais rentáveis" média móvel, mas nos gráficos de uma hora eles oscilam, e em 15 minutos ficam claramente abaixo da média móvel, contrários à ilustração do gráfico semanal e o de um dia. Como dito, nesta circunstância, seria melhor esperar até que os preços passarem pra acima da média móvel em todos tempos gráficos. Pensem bem, vivemos de oportunidades, para que se precipitar numa compra duvidosa quando existem outras ações que continuam subindo e podem ser mais rentáveis do que a da Vale no período analisado. 

            Lembrem-se de que os períodos menores protegem o operador de exposição prolongada aos riscos causada por movimentos contrários à tendência principal. As ondas menores ilustram bem onde estão os pontos de entrada, mas não são boas para mostrar a direção dos preços. Por outro lado, os movimentos com períodos gráficos maiores não esclarecem bem os pontos de entradas mas são bem melhores para indicar a direção dos preços. Destarte, comparando e alinhando os períodos gráficos robustecem qualquer estratégia e aumentam os lucros e a confiança do operador.

 Boa sorte! 

Prof. Metafix

Seu nome:
Seu E-mail:
Nome do seu amigo:
E-mail do seu amigo:
Sua mensagem (opcional):
Nome: Seu Email: (não será Publicado)
Site: (opcional)
Nofiticar por e-mail novos comentários neste tópico.

Marinaldo Lopes comentou:

* Professor, parabéns, muitíssimo obrigado pelos artigos. Suas explicações são didatíssimas. Com elas, ficou mais simples operar na bolsa...


 
Publicidade

Dizem que os chineses definem crise com dois caracteres, perigo e oportunidade. Em escrever sobre a crise econômica atual o autor corre muito risco e pouca oportunidade de apresentar algo concreto para o leitor. Dito isto, e sem querer contrariar a verdade chinesa, proponho alguns considerações sobre a crise econômica mundial...

Há uma grande discussão nas universidades que já perdura por algum tempo sobre a racionalidade e a eficiência dos mercados. Os temas são complexos e importantes para quem deseja investir e quer saber se o preço de uma determinada ação está alto ou está baixo...

Orientações de como calcular o imposto de renda para operações em bolsas. Isenções, forma de cálculo, o que é considerado ganho, o que pode ser abatido...

Em qualquer atividade econômica, e especialmente nos mercados financeiros, opera-se procurando diminuir os riscos dos negócios. Operar com ações que se parecem boas, mas não acompanham o mercado, é lidar com lobos solitários. Estes podem ser perigosos, mas não

Quem opera o mercado financeiro e usa gráficos para analisar ativos, sabe como é frustrante determinar a direção dos preços. A confusão emana do desejo de examinar os gráficos em diferentes períodos. Sabemos que um gráfico visto com velas de um determinado tempo, pode indicar uma direção diferente daquela com velas de outro período...