Crédito Consignado: a hora certa para escolher Análise Técnica Investimentos: análise técnica, como investir na bolsa de valores (Bovespa)

Crédito Consignado: a hora certa para escolher

Rubia Piovesean*

Crédito Consignado: a hora certa para escolher

O Crédito Consignado ainda gera muitas dúvidas no setor de finanças e é preciso pensar muito nisso na hora de buscar as melhores opções. Seu funcionamento como um desconto direto na folha de pagamento entre empresas e seus funcionários ou aposentados no INSS trouxe grandes facilidades para quem precisa de dinheiro.
O uso do Crédito Consignado vale a pena principalmente para quem está endividado com cheque especial, cartões de crédito. Podemos dizer que está entre as melhores opções de tomada de crédito, uma vez que os juros são muito baixos e o modelo de negócio não necessita de análise de crédito por conta de o desconto ser feito diretamente na folha de pagamento.
Os juros, nesse formato de empréstimo, também favorecem. Considerados muito menores, eles ficam entre 1,5% a 3,5% ao mês. O Crédito Consignado ainda reduz de forma significativa os riscos de inadimplência.

Este tipo de crédito não oferece grandes riscos já que o valor que pode ser concedido limita-se a 30% do valor bruto do salário. Mas, fica aqui uma dica: evite tomar este tipo de empréstimo para terceiros ou parentes, pois o desconto virá no seu salário e pode comprometer outras despesas pessoais.
Por conta de suas vantagens, o crescimento do crédito consignado é constante já que quem possui o perfil de tomador, está sempre renovando ou refinanciando este crédito dentro desta margem de 30% disponível.
O aumento do salário mínimo possibilitou ampliação da margem financeira das pessoas e, com isso, a procura por crédito consignado também evoluiu. Em 2011, o setor deve ser ainda mais promissor. Fatores como economia aquecida, demanda e oferta, aumento no volume de consumo e surgimento de novas e novas empresas no varejo contribuem muito com um cenário evolutivo.

*Rubia Piovesan é Gerente de Contas da ZipCode, empresa de Tecnologia da Informação especializada em prover e gerir informações atualizadas.
 

Seu nome:
Seu E-mail:
Nome do seu amigo:
E-mail do seu amigo:
Sua mensagem (opcional):
Nome: Seu Email: (não será Publicado)
Site: (opcional)
Nofiticar por e-mail novos comentários neste tópico.

Douglas Lima comentou:

Gostei do Artigo, porém estou a procura de demonstrativos e gráficos que informem o crescimento do crédito consignado no Brasil, nos ultimos anos.

Gostaria muito de receber essa informação, pois estou terminado minha monografia diante deste assunto.

Grato, Douglas Lima


Gustavo comentou:

Muito boa a matéria. Voce sabe dizer quais as instituições financeiras que operam com esse produto para funcionários de empresas particulares ? E as taxas ? Quais os melhores bancos ?


 
Publicidade

Com o novo cenário econômico do Brasil, cada vez mais os juros estão mais baixos, e consequentemente os investimentos de renda fixa também. Com isso as perguntas que todo investidor se faz são: Ainda vale a pena investir em renda fixa? Onde obter melhor ganho? É hora de investir em ações na bolsa? ...veja como ficam seus investimentos no cenário atual.

O mercado é tão complexo quanto o gênero humano mas operar nele é tão simples quanto comprar barato e vender caro. Assim mesmo, erramos. Veja como evitar isso...

Quem nunca se enganou lendo gráficos de ações ou de outros ativos financeiros, levante as mãos! Enganamo-nos pelo desejo de encurtar caminho. Esse comportamento faz parte da luta inexorável para melhorar a vida o mais rápido possível, mas cometemos erros. A tentativa dos grafistas para inventar padrões gráficos em busca de significados diferentes faz parte dessa...

Relutamos na hora de escolher uma ação porque existe um conflito mental e natural entre o útil (necessidade) e o agradável (o prazer). O cerne da solução é conciliar os desejos emocionais de tal modo que não contrariem a racionalidade financeira...

Em qualquer atividade econômica, e especialmente nos mercados financeiros, opera-se procurando diminuir os riscos dos negócios. Operar com ações que se parecem boas, mas não acompanham o mercado, é lidar com lobos solitários. Estes podem ser perigosos, mas não