Identificando Suportes no Mercado de Ações Análise Técnica Investimentos: análise técnica, como investir na bolsa de valores (Bovespa)

Identificando Suportes no Mercado de Ações

Professor Metafix

 Identificando Suportes no Mercado de Ações

 Nada é tão simples e tão ilusivo como a citação  –  a tendência é tua amiga. Esse deveria ser um refrão lembrado em todas os operações com ações. Infelizmente, muitos ainda tentam operar contra a tendência na ilusão de uma reversão favorável. Para evitar prejuízos e decepções é imperativo se operar somente quando um movimento se alinha com uma tendência maior, e os dois apontam para cima. Só assim poderemos evitar a ilusão e as armadilhas das falsas reversões de preço.

Aproveito a oportunidade para insistir mais uma vez no alinhamento dos movimentos e na escolha da tendência compatível com um horizonte desejado pelo operador. Como o risco de se operar vendido no mercado de ações é sempre maior do que entrar comprando, é importante identificar os suportes ao longo das tendências de alta e aproveitar as retrações de curto prazo para operar.  

  Sabemos que existem duas formas para se identificar a tendência ou direção dos preços de um ativo. Podemos utilizar uma média móvel e verificar qual a direção dela ou, observar a direção dos topos e dos fundos. Por outro lado, é muito simples verificar se os topos e os fundos das retrações se formam acima da média móvel. 

Apesar da simplicidade, precisamos de muita prática para acertar, pois alguns fundos se formam muito acima da média, outros um pouco abaixo e ainda outros que são suportes fracos e incertos. Estes são apenas pontos de inflexão. Sempre surgem dúvidas quando não temos uma técnica lógica que seja consistente para indicar a direção dos preços se baseando nessas formações.

Destarte, não basta observar uma simples formação gráfica. É necessário que se faça uma análise de cima pra baixo (top-down) em, pelo menos, três tempos gráficos distintos. O sucesso reside em ter paciência e esperar para que os movimentos menores se alinhem com o movimento maior, ou tendência principal. Isto é, um pequeno movimento diário (duas ou três velas) quando desdobrado em gráficos de 30 minutos também se transforma numa tendência. O operador esperto pode aproveitar essa característica dos gráficos e alinhar os três movimentos para tirar alguns trocados num Day Trading. 

Para aproveitar essas oportunidades, o operador deve aguardar para entrar nos suportes das retrações, mas com cuidado e bastante sensibilidade para não confundir um ponto de inflexão com uma zona de suporte. Essa tarefa se torna bastante simples quando alinhamos os movimentos e procuramos confirmação. Isto é, se a vela ou velas no diário for de alta, precisamos esperar uma reversão num movimento menor de uma hora ou de 30 minutos. E só devemos operar quando o recuo formar um suporte verdadeiro num tempo gráfico de 15 minutos ou ainda num bem menor de 5 minutos.

Esse exercício exige muita paciência pois, muitas vezes, não aparece nenhum suporte, o que vemos são apenas pontos de inflexão. Para saber se é um suporte verdadeiro é necessário examinar os movimentos menores e só esperar quando se  configurar um suporte sólido. Assim, temos o alinhamento de 3 suportes; um dentro da tendência principal, a diária; outro em 60 minutos e um em 15 minutos. Dessa forma, temos certeza de que estamos obedecendo a tendência e aproveitando o ponto mais fundo das retrações para se fazer uma compra.  

Note que, dentro de um movimento de 30 minutos, podem existir vários suportes quando visto com gráfico de 5 minutos. Isto é, uma inflexão forte em 30 minutos pode não se transformar num suporte bom para se operar em 5 minutos. Portanto, seria melhor esperar para que o gráfico de 5 minutos confirme o suporte em 30 minutos. É importante não confundir um suporte verdadeiro com uma inflexão passageira. E não confundir uma retração (movimento curto) com uma tendência. Além disso, uma tendência de alta, com vários pontos de inflexão, quando desdobrada em movimentos menores, revela os suportes bons para se operar. Pratique o top-down análise e boa sorte! 

Prof-Metafix.

Seu nome:
Seu E-mail:
Nome do seu amigo:
E-mail do seu amigo:
Sua mensagem (opcional):
Nome: Seu Email: (não será Publicado)
Site: (opcional)
Nofiticar por e-mail novos comentários neste tópico.

 
Publicidade

Com o novo cenário econômico do Brasil, cada vez mais os juros estão mais baixos, e consequentemente os investimentos de renda fixa também. Com isso as perguntas que todo investidor se faz são: Ainda vale a pena investir em renda fixa? Onde obter melhor ganho? É hora de investir em ações na bolsa? ...veja como ficam seus investimentos no cenário atual.

Somos fascinado pelo o sucesso. A força psicológica da vitória é tão grande que exageramos os ganhos e escondemos as perdas nas bolsa de valores e em outros afazeres. Embora a realidade numérica seja outra, pois em todos campos de atividades existem mais perdedores do que ganhadores; mesmo assim, não gostamos de lembrar das perdas...

Os governantes das principais economias, por razões políticas, ainda teimam e sonham com um fim benigno da crise que já perdura por mais de 4 anos. Enquanto isso, a maioria dos investidores continua frustrada com a indefinição do mercado de ações. Os que tiveram sucesso com esse tipo de investimento...

A frase de Charles Dow, “a tendência é tua amiga”, definiu para sempre como se deve operar num mercado de movimentos aleatórios ou incertos. Infelizmente, muitas vezes, a tendência do mercado contraria nosso desejo de operar a qualquer momento, como se o mercado estivesse sempre favorável a nossa pretensão de comprar ou de vender...

Existe uma condição atávica, relacionada com a evolução, que se manifesta naquelas decisões que são perigosas, independente de serem boas ou más. Segundo os neurobiólogos, o processo da evolução humana deu prioridade ao desenvolvimento do lado emocional porque, diante do perigo...