Quando a Tendência Falha Ações Opções Análise Técnica Investimentos Bovespa: análise técnica, como investir na bolsa de valores (Bovespa)

Quando a Tendência Falha

Professor Metafix

Quando a Tendência Falha The Trend is Your Friend, Charles Dow

"A impaciência é o maior pecado do operador em qualquer situação de risco." A frase de Charles Dow, “a tendência é tua amiga”, definiu para sempre como se deve operar num mercado de movimentos aleatórios ou incertos. Infelizmente, muitas vezes, a tendência do mercado contraria nosso desejo de operar a qualquer momento, como se o mercado estivesse sempre favorável a nossa pretensão de comprar ou de vender. A impaciência é o maior pecado do operador em qualquer situação de risco. A falta de auto controle provoca ações inusitadas que só vão revelar o estrago muito tempo depois. Mas com uma metodologia apropriada podemos dar o primeiro passo para controlar nossos impulsos de operar a qualquer momento.

Vou aproveitar o espaço para redefinir o que significa ter a tendência como amiga. Primeiro, devemos lembrar que o mercado de ações tem um viés de alta, isto é, ninguém deseja preços decrescentes. Mesmo assim, é desnecessário mencionar que o mercado prega algumas surpresas desagradáveis; ele cai de vez em quando inesperadamente. Somente num prazo muito longo é que notamos o viés de alta. No curto prazo, devemos nos contentar com a tendência definida em termos intermediários de dias ou semanas. Na prática, ela deve ser definida pelo operador para satisfazer percepção individual de tempo que não é igual para todos.

A tendência deve ser entendida como um prolongado aumento ou diminuição de preço dentro de um tempo gráfico específico. Esse deve ser escolhido pelo operador para satisfazer o horizonte pessoal de operação compatível com o nível de aversão ao risco do investidor. Cada operador pode definir o tempo gráfico que lhe proporciona o maior nível de segurança compatível também com a espectativa pessoal de lucros. É nesse momento que devemos dar o primeiro passo para controlar a ganância.

O mercado oferece um leque intertemporal de oportunidades incríveis. Podemos operar acompanhando uma elevação de preços até em gráficos de curtíssima duração! Podemos ter tendência de qualquer tempo! O tempo não é igual para todos porque trata-se de percepção abstrata. Por exemplo, para um investidor que opera com cinco minutos no intra diário, meia hora pode parecer uma eternidade! E para quem opera pensando no longo prazo um dia é apenas um ponto no espaço. O importante é que se entenda o que se pretende fazer com o tempo definido.

Alguns operam no intra diário comprando e vendendo no mesmo dia, outros procuram movimentos diários e outras pensam a longo prazo sem se preocupar com a tendência porque sabe que o viés é de alta e no longo prazo não se perde dinheiro no mercado de ação.

O eterno problema dos gráficos é a confusão que se forma quando não fica claro que dentro de um vela ascendente de um dia teremos vários movimentos de uma hora, de meia hora e tempos menores que podem ser ascendentes ou descendentes. Às vezes, esses movimentos são congruentes com um tempo maior e, às vezes, contrariam a tendência definida. O ideal seria operar sempre com pelo menos dois movimentos. Os menores devem se alinhar e obedecer a direção do movimento maior. Vamos dar dois exemplos concretos sobre essa relação.

Primeiro suponhamos que um operador queira investir por algumas semanas. Ele examina o gráfico diário com uma média móvel de 50 barras e observa como os preços se movimentam com relação a média móvel. Se estiverem acima da média, é porque existe uma tendencia de alta no gráfico diário. Nesse caso, só tem uma decisão para se tomar, comprar. Opa, mas espera ai, dentro uma tendência como esta, sabemos que existem movimentos menores de alta e baixa. Seria bom respeitar esses movimentos também para evitar aquele desastre de se comprar topos e vender fundos.

Indubitavelmente, a decisão deve ser de comprar, mas o operador deve ter cuidado e aguardar até aparecer um fundo no movimento maior que se aproxime de um fundo num movimento menor. Ele consegue isso examinando um gráfico menor de uma hora ou de meia hora para se certificar que pelo menos um movimento menor ou todos sejam congruentes com a tendência diária predefinida anteriormente. Essa combinação de movimentos maiores com movimentos menores diminui consideravelmente o risco de se comprar quando os preços ainda estão caindo e de se vender quando eles ainda estão subindo. Notem que os movimentos menores dão sinais de virada antes dos movimentos menores.

Segundo exemplo, agora mude o tempo gráfico para uma hora e aplique a mesma média móvel, se os preços se movimentam acima dela, temos uma tendência de alta também, mas dentro de um horizonte menor de uma hora em vez de um dia. Dentro dessa tendência de 60 minutos também existem vários movimentos menores de 10 e de 15 minutos e que também podem se movimentar contra a tendência principal. O resultado é o mesmo; a decisão se divide em duas etapas: comprar ou não, e a de quando comprar.

Tomada a primeira decisão, se for a de comprar, o operador fica na espreita aguardando um fundo num movimento menor para realizar a comprar. Para melhora a pontaria o operador pode mudar para um gráfico menor para efetuar a comprar, como combinado, no fundo desse terceiro movimento. Repetindo de leve: determine a tendência com uma hora, verifique se o movimento de 15 minutos é também ascendente, aguarde até que ele se alinhe com o de uma hora, passe para um movimento de cinco minutos e efetue a compra nesse de cinco minuto. Essa é a essência do meu método de operação que o chamo de Alinhamento Automático. "Notem que nos dois casos acima, o operador agiu corretamente em dois sentidos, ele decidiu comprar porque a tendencia (movimento maior) era de alta, mas só comprou quando o movimento menor indicou um fundo"

Notem que nos dois casos acima, o operador agiu corretamente em dois sentidos, ele decidiu comprar porque a tendência (movimento maior) era de alta, mas só comprou quando o movimento menor indicou um fundo. O mesmo raciocínio se aplica as vendas. Isso é fundamental pra quem vende ações a descoberta ou opera no mercado forex e de ETFs* que podem ser comprados e vendidos sem restrição.

Portanto, operando com dois movimentos, o maior para indicar a tendência, e o segundo para marcar os fundos, no caso de compra, ou de topos, no caso de venda. Se o investidor deseja entrar e sair rapidamente do mercado deve usar tempos menores e se desejar ficar por mais tempo, deve usar tendência em tempos gráficos maiores. Lembre-se de que o sinal de entrada nos movimentos menores são bem mais rápidos do que nos gráficos maiores, mas abrangem uma área menor do gráfico e por isso produzem menos rendimentos por jogada. E como dito, eles tem rentabilidade menor mas produzem um fluxo de caixa com mais rapidez e menor risco. É uma maravilha poder escolher!

Professor Metafix

*O autor se refere a forma de se operar ETFs no mercado Americano, no Brasil as posições vendidas para os ETFs procede na venda da mesma forma que as ações, por meio do aluguel.

Seu nome:
Seu E-mail:
Nome do seu amigo:
E-mail do seu amigo:
Sua mensagem (opcional):
Nome: Seu Email: (não será Publicado)
Site: (opcional)
Nofiticar por e-mail novos comentários neste tópico.

Danilo comentou:

Muito bem colocado, principalmente sobre a questão das diferentes percepções de tempo que cada um faz. É um assunto bem difícil de explicar a um iniciante, pois mesmo períodos de investimentos divididos em curto, médio e longo prazo não possuem o mesmo horizonte a todos.
Esse ponto, pode parecer tolo, mas é muito relevante, principalmente aos muitos investidores que acompanham orientações e análises de seus bancos, corretoras, analista e consultores, pois uma recomendação de compra dada por uma instituição pode frustrar investidores mais impacientes e com diferentes percepções de prazo.
Como bem explicado pelo Professor Metafix, dentro de uma tendência maior existe outra menor, e essa por sua vez pode estar no sentido oposto a principal. Isso as vezes gera polêmica pois um analista pode recomendar compra e outro pode recomendar venda e os dois podem estar certos, porque um pode ter uma perspectiva para 3 meses e o outro para 1 ano, porém, para ambos isso podem tratar essa recomendação como uma operação para médio prazo.

De qualquer forma, artigo fantástico de ótima qualidade.
A propósito estou sabem que em breve vem ai o lançamento de um livro do professor Metafix sobre alinhamento automático, aguardem...


Rodrigo comentou:

Alexander Elder chama isso de Triple Screen... o princípio é o mesmo. Não operar usando apenas um tempo gráfico. É simples: quem só opera no diário, brevemente será varrido pelo gráfico semanal... e serve para todos os outros tempos. A diferença, em relação ao Alexander Elder, é que ele recomenda utilizar um tempo gráfico favorito, ex. 5 min, mas só buscar operações nos trinta. Quando tiver uma operação nos trinta nascendo, vá para os 5 min e opere no mesmo sentido, direção. se os 30 dis "compra", nos 5 min só é permitido comprar.


Eduardo comentou:

eu discordo, nunca consegui ter um bom dicernimento emrelaçao ao preço dessa forma, alem de ser muito "confuso" pois o tempo não para, a questao é definir a tendencia e indentificar se o movimento esta a favor ou contra, ou lateralizado, digamos que a tendencia é de alta, eu compro no suporte ou no rompimento da resistencia, o que importa é a força, veja, temos um movimento forte de alta em que rompeu a resistencia, digamos o preço ja avançou bastante em relaçao a resistencia o que voce deve fazer é esperar uma correçao para assim poder entrar no mercado, quando vc identificar uma rejeiçao do preço nessa correçao voce entra, como um padrao de vela ou um toque na media de 20, no novo suporte, o fechamento acima da minima anterior...compre no suporte e venda na resistencia.simetria ajuda sempre.


 
Publicidade

Estudo que visa indicar onde estão concentrados os grandes investidores ajudando na direção de posições. Veja a força dos Comprados e Vendidos nas Opções da PETR4

Faça simulações, projeções, acompanhe e gerencie operações com opções. Com essa ferramenta você tem total controle sobre suas posições de forma descomplicada e eficiente.

A frase de Charles Dow, “a tendência é tua amiga”, definiu para sempre como se deve operar num mercado de movimentos aleatórios ou incertos. Infelizmente, muitas vezes, a tendência do mercado contraria nosso desejo de operar a qualquer momento, como se o mercado estivesse sempre favorável a nossa pretensão de comprar ou de vender...

Há uma grande discussão nas universidades que já perdura por algum tempo sobre a racionalidade e a eficiência dos mercados. Os temas são complexos e importantes para quem deseja investir e quer saber se o preço de uma determinada ação está alto ou está baixo...

Somos fascinado pelo o sucesso. A força psicológica da vitória é tão grande que exageramos os ganhos e escondemos as perdas nas bolsa de valores e em outros afazeres. Embora a realidade numérica seja outra, pois em todos campos de atividades existem mais perdedores do que ganhadores; mesmo assim, não gostamos de lembrar das perdas...