Controlando os riscos (Stop or Not Stop) Análise Técnica Investimentos Bovespa: análise técnica, como investir na bolsa de valores (Bovespa)

Controlando os riscos (Stop or Not Stop)

Professor Metafix

Controlando os riscos  (Stop or Not Stop)

             Caros amigos, recebi uma pergunta de um leitor sobre o controle dos riscos no mercado financeiro. Especificamente, sobre o uso de “stops.” A melhor forma de controlar os riscos é saber quando entrar e quando sair. Não uso “stop,” no sentido de deixar uma ordem limitando uma jogada. Não confio nos meios eletrônicos ao ponto de me ausentar do computador quando estou operando. Segundo, quando sinto que errei, fecho a operação. Terceiro, quando acerto bem, acrescento mais dinheiro e saio quando existe ameça de reversão. Entretanto, quem faz jogadas esperando resultado no longo prazo não precisa se preocupar com “stops,” mas aguentar o vai e vem dos preços. Além disso, deve acompanhar o mercado na medida do possível pois, “quem engorda o boi é o olho do dono”, como diz um ditado mineiro.

            Quem não tem tempo de operar é melhor comprar ações boas, e no momento certo, depois,é só relaxar deixando o investimento para o longo prazo.Quem opera intermitentemente deve sair quando tiver lucro nem que seja pequeno, este não quebra ninguém. E quem opera no curtíssimo prazo deve ficar de olho na jogada. O pior da bolsa, e em qualquer negócio, é acumular prejuízo. Apesar disso, é inegável que, no início, a grande maioria perde dinheiro. Mas esse é custo da aprendizagem. O pior risco é não tentar. Por isso, todo investidor deve desenvolver o hábito de ganhar e evitar perdas, mas isso não é fácil! Sem uma boa metodologia, disciplina e autocontrole não existe sucesso no que pretendemos fazer. O domínio próprio é uma arma poderosa que ajuda a vencer na política, nos negócios e nos estudos. Quem investe na bolsa deve aproveitar a oportunidade para praticar a autodisciplina. Esta ajuda o investidor a operar somente no tempo certo. Assim como em todo tipo de negócio, o timming da decisão é fundamental para se aproveitar as oportunidades a alcançar o sucesso. Como se diz em inglês, “it is empowering”. Isto é, o autocontrole e disciplina dão poder e elevam a autoestima e a felicidade de quem opera.

            Tenho insistido para que os colegas usem o método do alinhamento automático porque é uma forma poderosa para se praticar a disciplina, para entender os gráficos e acompanhar o mercado. Acompanhar os ciclos de preços, que caracterizam o mercado, coloca-nos dentro do ritmo dos negócios e aumenta consideravelmente os acertos e, praticamente, elimina os erros. Se o leitor não tem tempo para isto, compre ações boas e deixe para colher os lucros no longo prazo. Elas renderão mais do que qualquer outro investimento, mas pode perder valor no curto prazo. Neste caso, não tente realizar perdas, tenha paciência que, no longo prazo, não se perde dinheiro com ações de empresas boas.

            Atualmente temos muitos meios pra se operar com sucesso. Uso todas informações disponível ao meu alcance, mas no curto prazo me valo mais dos gráficos e dos indicadores. Estes e os osciladores são médias móveis modificadas e, como tais, não podem prever o futuro. Entretanto, o estocástico é interessante porque trabalha com idéia de que os preços sobem e descem alongo de uma trajetória que chamamos de tendência. Ora, sabemos a priori ( e isso ajuda planejar as jogadas) que os preços sobem e descem formando ondas de alta e baixa. O estocástico aproveita e mede a diferença entre o ponto de abertura e o de fechamento dos preços para indicar os pontos de virada. Quando o preço está subindo, ele abre abaixo do fechamento, e quando está caindo abre acima desse ponto. Nos suportes e nas resistências ou momentos de reversão, os pontos de abertura e de fechamento mudam de posição e ficam por algum tempo colados um no outro, formando velas bem curtas. Visualmente, isso acontece em qualquer tempo gráfico que escolhermos e o estocástico capta muito bem essas formações.

            A parte mais interessante disso é que, um movimento medido com velas de 4 horas, por exemplo, tem seu momento de reversão como qualquer outro. Entretanto, quando desdobramos as 4 horas em velas de 30 minutos podemos ter mais de um momento de reversão. Isso é confuso! Olhando apenas para as velas de quatro horas não vamos ver as reversões que ocorrem com velas de 30 minutos. E olhando apenas para 30 minutos não teríamos uma ideia de como seria o movimento de 4 horas. Dai a importância de se fazer uma análise desses momentos gráficos e compará-los. Se num o estocástico diz que o mercado sobe e noutro ele diz que os preços caiem, fique fora. Se os dois apontam numa mesma direção aproveite os pontos de reversão no período menor pra entrar ou sair. Isto é, alinham-se dois ou três movimentos e aproveitam-se a do menor pra operar obedecendo a direção deste o a dos tempos maiores. Esse é alinhamento que dá lucro na certa.

            O alinhamento automático aponta para uma inevitabilidade; operar quando o estocástico em velas de 30 minutos, por exemplo, ponta para uma direção, mas sem confirmar se essa direção é congruente com indicação dada pelas velas de 4 horas, é uma grande temeridade. Quem achar isso confuso deve analisar os gráficos pra não errar. Charles Dow, há mais de cem anos, já avisava aos investidores; the trend is your friend, except at the end when it bends. Isto é; a tendência é nossa amiga, exceto no final quando ela vira ou muda de direção.

            Por isso, aqueles que não têm tempo e disposição para operar no curtíssimo prazo, talvez estejam fazendo a coisa certa; ficar longe do mercado. Atualmente, tendência longa não está clara. Muitas ações estão caindo levemente, outras caiem muito e tem poucas subindo com força. Apesar disso, o mercado ainda oferece boas oportunidades pra aqueles que desejam operar somente no longo prazo ou com jogadas bem curtas. Sempre que lidamos com mercado fraco ou indefinido essas duas opções são as mais viáveis. A forma de operar é a mesma, aproveitar a tendência. Quando existem incongruências entre os diferentes tempos gráficos; fique fora ou use somente os pequenos movimentos que se alinham. 

            Atualmente, as oportunidades são menos ruins para operações de curtíssimo prazo. Mas elas são trabalhosas e de alto risco. Os investidores precisam concentrar mais recursos por jogada, ter tempo para acompanhar o mercado de perto e fazer análise com uma metodologia certeira como o alinhamento automático. Isto ajuda a manter a disciplina indispensável para o sucesso. It is empowering!

            Na conjuntura atual as perspectivas são fracas. Os jogadores que operam em tempos intermediários, podem tirar o cavalo da chuva que esse temporal ou indefinição ainda vai demorar. Isto é, não arrisquem jogar num dia esperando colher frutos em dois ou três dias sem alinhar os movimentos curtos com movimentos mais longos. Por exemplo, alinhar alguns dias com algumas horas, ou talvez alinhar os movimentos visto com velas de 60 minutos com movimentos de velas de 15 minutos! Isto é, sempre verificar se os movimentos em tempos menores apontam para a mesma direção dos movimentos em tempos maiores. Isto pode ser o diário com o semanal, ou de uma hora com o diário, ou ainda de 5 minutos com meia hora e, assim, por diante! Quando o mercado está forte, as tendências de alta demoram muito a se realizar e dão tranquilidade, mas como está atualmente, elas são tão curtas que se realizam intermitentemente. Por isso, só vale a pena opera em transações de curta duração.

Aproveite e boa sorte.
Prof. Metafix

Seu nome:
Seu E-mail:
Nome do seu amigo:
E-mail do seu amigo:
Sua mensagem (opcional):
Nome: Seu Email: (não será Publicado)
Site: (opcional)
Nofiticar por e-mail novos comentários neste tópico.

 
Publicidade

Dizem que os chineses definem crise com dois caracteres, perigo e oportunidade. Em escrever sobre a crise econômica atual o autor corre muito risco e pouca oportunidade de apresentar algo concreto para o leitor. Dito isto, e sem querer contrariar a verdade chinesa, proponho alguns considerações sobre a crise econômica mundial...

Considero o alinhamento automático a forma mais segura para entender o movimento dos preços das ações. No último artigo desta série prometi que usaria alguns gráficos para ilustrar essa metodologia. Alinhando os movimentos com os gráficos, podemos eliminar as contradições que muitas vezes ocorrem entre os movimentos de preços de períodos diferentes e enganam o operador.

Esta ferramenta permite escolher as melhores opções para as operações de venda coberta (lançamento coberto - financiamento).

Swing trading, é uma forma mais tranquila para se operar o mercado de ações, de futuros (commodities e índices) ou forex do que o Day Trading. Com Swing Trading contempla-se um tempo maior, diminui-se o risco, aumentam-se os lucros...

A Bovespa divulga em seu site a volatilidade histórica dos ativos. Entretanto, para facilitar, criamos esta tabela onde é apresentada a volatilidade histórica dos principais ativos, de forma a permitir as comparações entre respectivos períodos e ativos.