A estratégia com Opções: Bullet Trading Program Análise Técnica Investimentos: análise técnica, como investir na bolsa de valores (Bovespa)

A estratégia com Opções: Bullet Trading Program

Professor Metafix

A estratégia com Opções: Bullet Trading Program

      O mercado internacional está cheio de propostas nebulosas de pessoas procurando tirar dinheiro dos outros legalmente, mas bem distante da ética. Os lucros anunciados são enormes, mas as propostas não esclarecem onde o dinheiro seria investido. Entretanto, a maioria seria aplicado em instrumentos alavancados, como opções, moedas e futuros. Algumas corretoras oferecem plataformas robotizadas para grandes investidores. É ai que reside o mérito das jogadas rápidas e programadas, porém isso não garante os ganhos propagados. Vou me referir apenas a jogadas com opções, mas as mesmas considerações valem para outros instrumentos alavancados.

      Como diz o ditado, quando o milagre é grande é bom desconfiar do santo. Bullet trading com opções, por exemplo, é uma estratégia camuflada que trata apenas da compra de puts*, dentro de um período pre determinado, em substituição às operações cobertas com ações. Os expoentes dessa estratégia expressam um velho sonho de se ganhar muito com puts quando o mercado está em tendência de baixa.

      Teoricamente, operar com opções é bem mais lucrativo do que com ações.  Entretanto, como em qualquer alavancagem, o operador corre o risco de perder muito dinheiro quando erra a direção dos preços.  É aí que reside o perigo, pois prever mudanças de preços é uma questão Shakespeariana; ela atormenta todos operadores de forma esmagadora ( “overwhelming”), como dizia o velho mestre. Os robots também falham e os algorítimos não tem olho mágico e nem discernimento do que é passado ou futuro. A base das instruções mudam e acumulam as perdas dos teimosos. Os robots tentam eliminar a pressão do tempo,  mas também não conseguem, pois quando se opera com períodos bem curtos perde-se a noção de tendência.

      Apesar das armadilhas do tempo, a grande alavancagem oferecida nos negócios com opções é o canto da sereia que rompe as amarras dos mais resistentes marinheiros. É um ledo engano de quem sonha no alto mar das finanças. O investidor só pode fugir dos riscos quando administra as jogadas dentro de uma visão temporal. Isto é, considerando que quanto maior o risco menor deve ser o período da operação, por isso as operações programadas com robots crescem de importância, mas só conseguem traçar muitas retas sobre um finito ponto no espaço.

      Deve-se operar com ações pensando no longo prazo porque o risco é baixo e com opções no curto prazo porque o risco é alto. As aplicações de período curto também exigem muito mais capital. Por isso, os novatos sem capital são atraídos para as operações de alto risco mas sem o devido preparo; terminam caindo vítimas dos mercadores de sonho.

      É importante lembrar de que ninguém consegue adivinhar a direção dos preços pois, como dizia J.K. Galbraith, só existem dois tipos de profetas, os que não sabem, e os que sabem que não sabem. Admitir que não sabe é bem mais seguro, mas estraga o desejo de saber! Na ausência de premonição seria melhor dosar a composição das aplicações de tal maneira que, quanto maior o risco menor o aporte de capital e menor a duração da jogada. Entretanto, não é assim que os bullet traders tratam a questão; eles violam a primeira parte da regra e esquecem da segunda.

      O ciclo de pessimismo e otimismo no mercado deixa muitos interessados vulneráveis mas os profetas que sabem que não sabem e até os que não sabem aproveitam as ondas para oferecer negócios lucrativos sem alertar os incautos sobre os riscos. É bem verdade que, teoricamente, é possível se obter lucros fabulosos com opções ou com qualquer negócio alavancado. O problema está em acertar a direção dos preços.

E, como o mercado ondula muito, é necessário acertar também os pontos de entrada e saída. Não existe programa que possa fazer isso sem aumentar a relação riscos lucro.

      Muitas vezes esquecemos de que opções são instrumentos criados pra proteger o lucro com ações. Todavia, operar só com opções facilita bastante a vida de quem tem pouco dinheiro. Infelizmente, os managers e brokers que tentam atrair investidores para essas jogadas oferecem uma programação que exige muito dinheiro  Eles dão a impressão de que programando o tempo estão administrando os riscos. E no imbróglio dos anúncios insinuam também que se pode ganhar muito dinheiro comprando puts independente da posição nas ações.

      Ninguém disputa a vantagem de se operar comprando puts quando o mercado está em tendência de baixa. O problema é que a tendência pode mudar sem aviso. E o pior é que ninguém consegue distinguir uma retração de uma mudança de tendência. É amargo fechar uma posição negativa, mas é muito difícil se manter por muito tempo levando prejuízo numa posição alavancada.

      Infelizmente, sonhar é preciso e o sonho determina a decisão de muitos que temem a realidade dos números e ignoram a dureza dos fatos.

Assim, aqueles que tentam operar com puts sabem que o tempo e custo são menores do que operação a descoberto com ações. Quem tem ação pode esperar muitos anos para recuperar o prejuízo, mas quem tem puts deve cair fora antes do vencimento. Assim, muitos persistem no erro e jogam o barco contra os rochedos sem jamais encontrar a sereia de canto sonoro.

      Destarte, o tempo é importante, e não existe fórmula mágica pra se evitar os riscos ou adivinhar a direção dos preços. A única forma lógica seria respeitar a tendência em todos os tempos que usarmos para observar as mudanças de preço. E tudo isso só seria possível alinhando e comparando os movimentos. Pois haverá sempre uma correlação positiva entre lucro e risco. Mas a correlação não é simétrica; não existem lucros elevados sem risco, mas existem grande riscos sem lucro.

      Independente do nome dado aos esquemas ou aos tipos de negócios, acreditar em conversas de grandes lucros sem grandes riscos, destoa da boa prática e da realidade financeira em que operamos.

Lamentavelmente, quem acredita em milagres no mercado financeiro termina caindo no conto do vigário. Portanto, é bom dá uma de cientista; duvidar, juntar os números, testar a hipótese e assumir os riscos da conclusão!

Boa sorte!  Prof. Metafix
Merrill, Estados Unidos, Maio 2014

 *Puts é o termo usado para opções de venda
Seu nome:
Seu E-mail:
Nome do seu amigo:
E-mail do seu amigo:
Sua mensagem (opcional):
Nome: Seu Email: (não será Publicado)
Site: (opcional)
Nofiticar por e-mail novos comentários neste tópico.

mboaventura comentou:

Existe neste Site algum local onde eu possa acompanahar as variaveis das Put,s como acompahamenos das Call, em especial o Gama Delta, Theta ????


danilo comentou:

Olá mboaventura, na própria calculadora que tem aqui na calculadora de opções vc escolhe o tipo; opção de compra (call) ou venda (put)


 
Publicidade

Relação das empresas com aumento de volume significativo.

Para apreciação de alguns e, talvez, irritação de outros, os gráficos e plataformas de operação são instrumentos valiosos para se acompanhar os mercados financeiros. Não consigo me afastar desses instrumentos...

Quem nunca se enganou lendo gráficos de ações ou de outros ativos financeiros, levante as mãos! Enganamo-nos pelo desejo de encurtar caminho. Esse comportamento faz parte da luta inexorável para melhorar a vida o mais rápido possível, mas cometemos erros. A tentativa dos grafistas para inventar padrões gráficos em busca de significados diferentes faz parte dessa...

Nesta nota vamos analisar como num dia de operação o investidor pode aumentar os ganhos num montante que daria inveja a qualquer robot dos “High frequence traders” – jogadores de alta frequência.

Aproveito a oportunidade para esclarecer que o alinhamento automático serve pra mostrar com mais clareza a direção do mercado...