Venda Coberta: Como definir a melhor taxa Análise Técnica Investimentos: análise técnica, como investir na bolsa de valores (Bovespa)

Venda Coberta: Como definir a melhor taxa

Danilo Coscioni

Venda Coberta: como definir a melhor Taxa

Para compreendermos melhor a taxa obtida com as operações de venda coberta e a forma correta de como interpretá-la, dividimos este em 3 partes para melhor compreensão. O objetivo deste é apresentar o melhor método para o cálculo da taxa para quem realiza operações de venda coberta, também conhecida como financiamento ou lançamento coberto.

A diferença entre taxa e valorização da Ação.
Primeiro devemos considerar qual será o retorno com a valorização do ativo e o que é ganho com o que chama-se de taxa nesse tipo de operação. Valoração do ativo é o movimento de preço que a ação fará do inicio da operação até o dia do vencimento ou o encerramento da mesma. Ganho com a taxa é o valor obtido com o valor extrínseco do prêmio da opção.

Veja este exemplo:
Digamos que a ação esteja a $50 e nós temos duas alternativas para fazer o lançamento de opção a #52 e #56 com preços de exercício a $52 e $56 e cotações atuais em $2,00 e $0,50 respectivamente.
Qual é melhor alternativa? Claro que a tendência do mercado é fundamental para qualquer operação de Venda Coberta, mas vamos momentaneamente focar apenas na operação de venda coberta para melhor compreensão. A melhor forma para analisar a taxa numa operação de venda coberta é feita da seguinte forma: o strike #52 nos dá $2,00 de lucro (ou 4%, que seria o percentual de $2,00 sobre os $50). e a #56 dá $0,50 de lucro (ou 1%).
Se considerarmos a possível valorização da ação como perspectiva de ganho, teremos no primeiro caso: mais $2,00 (a valorização da ação de $50 para $52), o que nos daria um retorno de 8% ($2 das opções mais os $2 da valorização da ação) e no segundo caso teremos mais $6 (a valorização da ação de $50 para $56) o que nos daria um retorno de 16%.

E então qual é melhor escolha? Bom, é claro que a melhor dependerá das condições de mercado e da tendência principal, mas o que quero chamar a atenção é para que as pessoas não achem que quanto mais OTM (fora do dinheiro) é sempre a melhor alternativa, baseando-se erroneamente nas informações destacadas no exemplo anterior onde a #56 obtém 16% “SE” a ação chegar a $56. O fato é que se a tendência está tão definida que você acredita numa boa possibilidade da ação passar os $56 até o vencimento, então é melhor fazer uma trava de alta ou outro tipo de operação que não seja uma venda, ou para um perfil mais conservador, o melhor seja não lançar.

A comparação das taxas.
Para quem faz Venda Coberta é importante saber se a taxa está boa ou não. Vamos tomar como base o exemplo anterior. Uma taxa de 4% é boa? Uns podem achar boa outros não, mas a verdade é que só essa informação não é suficiente, pois são necessárias mais informações relevantes para que esse valor permita uma comparação ou uma definição desse real valor. Por isso é fundamental conhecer o período. "Em quantos dias eu vou obter essa taxa?" Se for em quinze dias, isso pode ser uma ótima oportunidade, mas se for em três meses, talvez já não seja mais interessante.
Então se fizermos uma operação a 10 dias ou 30 dias para o vencimento, como compará-las para saber se possuem taxas parecidas ou não?
A melhor forma é fazer como os banco fazem quando oferecem juros aos seus clientes. É como vemos as montadoras de veículos anunciando taxas de financiamento, todas utilizam o padrão ao mês, ou seja, 0,99% a.m ou 2%a.m, etc. Você não vê um anúncio com a frase: “taxa de 20% para 24 meses e promoção de 25% para 3 anos”. Da mesma forma devemos fazer o mesmo, e sempre quando realizarmos uma operação de venda coberta, devemos saber qual é a taxa que está sendo obtida ao mês pelo método de juros compostos. Assim podemos facilmente escolher operações com poucos ou muitos dias e padronizar nosso raciocínio sobre o ganho real envolvido em cada uma.
Nesse sentido, as ferramentas de opções presente aqui no site já possui uma tabela integrada de Venda Coberta com todas essas informações, dentre outras também relevantes, facilitando a comparação entre as alternativas entre os strikes e séries.

Clique no link abaixo para ver mais sobre:
Ferramentas para operações com Opções
Tabela para operações de Venda Coberta

O suporte da operação.
Outro ponto importante para quem faz venda coberta é o suporte da operação, momento na qual os fatores determinantes para o resultado da operação deixa de apresentar possibilidades de lucro. Para muitas pessoas, essa alternativa de estratégia com opções, representa uma forma de hedge para sua carteira de ações. O suporte da operação nesse caso é o preço pago pelas ações menos o prêmio recebido pelo lançamento das opções. Em teoria, quanto maior o prêmio da opção e menor o valor de exercício melhor será o suporte e menor a rentabilidade da operação como um todo e quanto menor o prêmio da opção e maior o valor de exercício, maior a possibilidade de ganho com a soma das ações mais o ganho com o prêmio das opções, porém pior será o suporte. A maior taxa efetiva, desconsiderando o movimento de preço das ações, encontra-se normalmente nas opções ATM (no dinheiro).

Conclusão, evidentemente não dá para se fixar uma regra simplificada; “venda sempre ATM” ou “venda sempre a primeira OTM” ou etc.

Para encontrar a melhor alternativa depende:
Da Tendência do mercado;
Da habilidade do investidor para analisar cada operação separadamente de acordo com o cenário do momento;
Do suporte proporcionado pela operação;
Da volatilidade esperada para o período da posição e
As ferramentas utilizadas.

De qualquer modo, esse tipo de operação é muito boa para quem quer investir em renda variável mais não quer correr riscos muito altos.

Veja também: Dicas para operações de Venda Coberta

Seu nome:
Seu E-mail:
Nome do seu amigo:
E-mail do seu amigo:
Sua mensagem (opcional):
Nome: Seu Email: (não será Publicado)
Site: (opcional)
Nofiticar por e-mail novos comentários neste tópico.

Ana Maria Almeida comentou:

Ótimos os comentários a respeito das opções,porém aprecio as análises de papel que é a minha praia.
Obs,
Ana Almeida


Enzo MG comentou:

Ana Maria Almeida
agradecemos pelo apoio,
o mundo financeiro é composto de várias áreas interdependentes,
para atingirmos os nossos objetivos com eficácia conhecimento é necessário,
seja bem vinda, contamos com a tua participação.


FRANCISCO FLAVIO DA SILVA comentou:

Srs Trader"s bom dia,

O exercício das opções(compra) podem acontecer antes do vencimento previsto das mesmas?
O investidor pode exercer a qualquer momento ou ele tem que esperar a data de vencimento?

Pelo que entendi de comentários abaixo, a opção que posso comprar ou vender sem risco de ser exercido, é a opção de compra. É isso mesmo?

Obrigado.


Danilo comentou:

Olá Francisco,
Não, as opções podem ser exercidas a qualquer momento, desde que sejam o modelo Americano (na maioria negociada em nosso mercado). Porém normalmente o exercício só ocorre no vencimento, salvo opções de pouca liquidez.
Para saber se uma opção é o modelo americano ou europeu, consulte o site da CBLC


maya comentou:

esse apoio q vcs nos dão é otimo


 
Publicidade

Muitas pessoas investem em renda variável utilizando-se desse tipo de operação. Entretanto nem todos sabem exatamente a melhor forma de se calcular as taxas reais apresentadas na montagem. Alguns calculam errado e nem sabem... Veja a maneira correta e a melhor forma de escolher a opção para lançamento coberto.

Nesta nota vamos analisar como num dia de operação o investidor pode aumentar os ganhos num montante que daria inveja a qualquer robot dos “High frequence traders” – jogadores de alta frequência.

Somos fascinado pelo o sucesso. A força psicológica da vitória é tão grande que exageramos os ganhos e escondemos as perdas nas bolsa de valores e em outros afazeres. Embora a realidade numérica seja outra, pois em todos campos de atividades existem mais perdedores do que ganhadores; mesmo assim, não gostamos de lembrar das perdas...

Há uma grande discussão nas universidades que já perdura por algum tempo sobre a racionalidade e a eficiência dos mercados. Os temas são complexos e importantes para quem deseja investir e quer saber se o preço de uma determinada ação está alto ou está baixo...

Sabemos que o problema da maioria das economias é o nível de endividamento. Enquanto esse problema não for equacionado, as economias não crescerão num ritmo suficiente para criar novos empregos. Até agora a China era considerada uma ilha de exceção. Entretanto, algumas notícias revelam um quadro um pouco preocupante. Os jornais noticiam uma crise de crédito...